Vocabulário: Palavras e expressões que te serão extremamente úteis

Vocabulário: Palavras e expressões que te serão extremamente úteis

 

Chegar em um país com um idioma totalmente, seja pela primeira ou pela centésima vez, é sempre uma dificuldade, ainda mais quando se está em um país que possui tantas gíria, como é o caso da argentina. Vale lembrar que, para aqueles que já falam espanhol, os argentinos usam a segunda pessoa do singular com VOS ao invés do TU.

Então por isso, deixarei uma lista de palavras e expressões que te serão extremamente úteis durante sua estadia em Buenos Aires tanto para se comunicar como para evitar algum mal entendido kkkkkk.

A full: vindo do inglês, significa que estar fazendo muito alguma coisa ou um “ok” entusiasmado. Você pode dizer que está a full no trabalho, ou seja, muito atarefado e sem tempo.

Al pedo: muitas as vezes usado para significar o contrário de a full, ou seja, se você está al pedo, não está fazendo nada. Também pode significar indicar que algo foi inútil: me fui al pedo a la tienda porque estaba cerrada.

Al toque: imediatamente, rápido.

Arreglar: seu significado literal é “consertar” mas pode ser usado como marcar algo. “ ¿que te parece arreglar algo en mi casa?

Bajón: usada para indicar algo ou alguém em uma vibe ruim, ou para expressar que algo deu errado. “¿no fue aprobado en el examen?, ¡que bajón!”

Bancá: esperar um pouco. Pode ser usada também como “te banco” para indicar que quem fala te apoia; ou “no la banco” para indicar que você não suporta tal pessoa

Boliche: balada

Boludo: entre amigos, é equivalente ao "mano", mas em uma discussão equivale a “idiota” e é ofensivo.

Buena onda: simpático, gente boa.

Canchero: muito cool( legal) ou esperto.

Chabón: Equivalente ao “véio”, “meu”, “brother”

Chamuyero: fofoqueiro, que enrola as pessoas.

Che: se usa para se referir a outra pessoa, geralmente quando você quer chamar a atenção para o que você está falando. Equivalente ao “ou” em São Paulo kkkkk

Cheto: se usado para pessoas, indica que é um playboy ou patricinha. Pode ser usado, também, para lugares, objetos, sempre no sentido de status.

Chorear: furtar ou roubar.

Trago: bebidas alcoólicas.

Colectivo/cole: ônibus.

Copado: muito legal, bacana, maneiro ou de alta qualidade.

Dale: usado em sentido afirmativo, confirmando. Equivale ao “ok” ou ao “beleza”.

En la loma del orto: onde Judas perdeu as botas.

En pedo: pode significar estar bêbado( borracho) ou pode ser uma resposta de extrema negação (No voy a ir ni en pedo).

Fachado: pessoa elegante, bem vestida.

Fiaca: preguiça.

Fichar: olhar, observar com atenção.

Flaco: a tradução literal é “magro”, mas é usada para se referir a um rapaz.

Gil: idiota.

Guita/Plata: dinheiro.

Hincha pelotas: pessoa que enche muito o saco.

Laburo: trabalho, emprego.

Maestro: gíria usada para chamar o garçom.

Mala leche: má sorte.

Mango: dinheiro argentino (pesos).

Me chupa un huevo: não me importa, não estou nem aí. “Estou cagando e andando”

Me da bronca: me incomoda, me tira do sério.

Me mataste: um “não sei” ou “não tenho ideia” bem dramático.

Mina/Piba: menina, garota.

Morfar: comer.

Mozo: garçom

Nena: usado para referir-se de maneira carinhosa a uma mulher, geralmente jovem.

Ojo: se usa para indicar que se debe prestar atenção ou ter cuidado.

¿Que onda?: É que um “ eai, tranquilo?’ ou “eai, o que você está fazendo?”

Pancho: cachorro quente.

Pelado: careca.

Pelotudo: seria um boludo mais intenso. Também se usa entre amigos, de maneira carinhosa, ou em discussões, para dizer que a pessoa é um pé no saco.

Pendejo: moleque, menino, criança.

Pibe: jovem, moleque.

Piola: legal, bacana, cool.

Pochoclo: pipoca.

Posta: usado para confirmação.

__ ¡Posta! (Juro!)

__ ¿Posta? (Verdade? Jura?)

Que cagada: que merda.

Quilombo: indica caos, bagunça, desordem, ou confusão, problemas.

Re: usado antes de outra palavra para intensifica-la. Re hermoso (muito bonito). Pode ser acompanhado de contra, o que intensifica ainda mais o já intensificado: re contra copado (super hiper mega bacana).

Subte: metrô

Tarado: não tem conotação sexual, significa imbecil, idiota.

Trucho: algo falso, pirata.

Vago: preguiçoso.

Zarpado: da hora